Padrão TISS e TUSS: tudo que você precisa saber

Se tem uma coisa que é essencial para o bom funcionamento e gestão de organizações é a padronização. Na área da saúde, isso não é diferente. Os padrões TISS e TUSS, por exemplo, exercem um papel de destaque no segmento de saúde suplementar quando o assunto são as guias médicas.

Esses recursos, importantes para a documentação de atendimentos clínicos, devem ser elaborados de forma padrão, de acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) — sendo uma obrigação de todas as instituições de saúde seguir a legislação. Continue lendo “Padrão TISS e TUSS: tudo que você precisa saber”

Tire suas dúvidas mais frequentes sobre DMED

Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (DMED) foi instituída pela Instrução Normativa RFB n° 985/2009 para facilitar o cruzamento de dados referente às despesas médicas junto à Receita Federal.

Apesar de a obrigatoriedade em prestar essa declaração já tenha completado quase uma década, ainda existem muitas dúvidas sobre seu funcionamento. E você, sabe o que é DMED e como fazê-la corretamente? Continue lendo “Tire suas dúvidas mais frequentes sobre DMED”

Interoperabilidade em saúde: entenda o que é e quais os benefícios

tecnologia vem ganhando espaço na área da saúde, o que só deve se intensificar nos próximos anos. Novos sistemas de informação, softwares e ferramentas são criados para atender às demandas do setor e facilitar processos na rotina de trabalho dos profissionais envolvidos. Porém, para que tudo funcione de forma otimizada, é preciso destacar um conceito: a interoperabilidade.

Sistemas que operam segundo esse preceito são as melhores opções para os benefícios dos avanços tecnológicos com mais eficiência. Como já é certo que a saúde depende desses recursos, a implementação de sistemas que compartilham informações entre si deve ser o próximo passo para todos os gestores da área. Continue lendo “Interoperabilidade em saúde: entenda o que é e quais os benefícios”