O que é bitributação e como evitá-la nas clínicas médicas?

Fazer uma boa gestão tributária é muito importante para toda clínica médica. Afinal, sem ela, problemas como o pagamento duplicado de impostos podem acontecer. Você já ouviu falar sobre isso? Neste post, vamos explicar um pouco mais sobre o que é bitributação e seus prejuízos.

Pagar mais impostos do que deveria fere seus direitos e afeta o capital da sua instituição, por isso, é fundamental que você saiba de que maneira é possível evitar esse problema. Quer descobrir como fazer isso? Continue a leitura e aprenda a prevenir essa situação!

O que é bitributação?

Trata-se da cobrança em duplicidade de impostos sobre uma mesma mercadoria ou serviço prestado pelas clínicas médicas. Assim, a bitributação acontece quando mais de um ente federativo aplica impostos sobre um único fator gerador. De acordo com a Constituição Brasileira de 88, é vedada a tributação duplicada sobre um produto ou serviço por pessoas jurídicas diferentes.

Como ela ocorre?

A bitributação costuma acontecer em estabelecimentos em que diversos profissionais atuam como prestadores de serviços, como no caso das clínicas médicas. Assim, na hora de pagar impostos, esse tipo de problema pode ocorrer, o que dificulta o gerenciamento de custos e pode resultar em perda de dinheiro para o negócio.

Um exemplo muito comum de bitributação ocorre na emissão das notas fiscais, em que, em um primeiro momento, a clínica emite o documento para o paciente, logo após o pagamento pela consulta ou exame. Em seguida, quando a empresa repassa o valor ao médico, o profissional de saúde emite uma nova nota fiscal e, dessa forma, paga novamente os impostos pelo mesmo serviço prestado.

Tudo isso prejudica o planejamento financeiro da empresa, visto que a carga tributária sobre o estabelecimento é excessiva, com custos tão altos que podem até mesmo prejudicar o seu funcionamento.

Como evitar a bitributação?

Existem diversas formas de evitar o pagamento duplicado de impostos na sua clínica. Uma delas é o planejamento tributário, em que todo o processo e o pagamento de tributos são organizados e controlados de modo que os pagamentos duplicados não aconteçam. Para isso, é necessário investir em treinamentos e alinhar todos os profissionais com o sistema da organização.

Para facilitar essa tarefa, é possível contar com softwares que automatizam o recebimento e o repasse de capital. Hoje, já existem diversos sistemas especializados em meios de pagamento, específicos para cada tipo de segmento.

Com a divisão de valores para os profissionais parceiros de forma automatizada, essas soluções ajudam a acabar com a bitributação e também com outros problemas que contribuem para uma gestão tributária ineficiente, a exemplo da evasão fiscal, que pode resultar em multas e complicações para o seu negócio.

Agora que você já sabe o que é bitributação e como a cobrança duplicada de impostos tem a capacidade de causar prejuízos financeiros, não deixe de investir em medidas que evitem essa situação — contar com as funcionalidades de um software é fundamental para garantir uma boa gestão tributária na sua clínica.

Esperamos ter ajudado a esclarecer suas dúvidas sobre o assunto! Aproveite e siga-nos nas redes sociais — estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn — para ficar por dentro dos melhores conteúdos para clínicas médicas. Até mais!