Software para clínicas médicas: saiba como escolher o melhor

Escolher um software para clínicas é uma tarefa desafiadora. Essa análise requer conhecimentos da rotina de todos os setores, comparação com as opções de plataformas existentes no mercado e estudo da viabilidade da implantação.

Além disso, é imprescindível buscar referências nas clínicas que já utilizam o sistema, avaliar sucintamente as cláusulas do contrato e averiguar as condições que garantem o sigilo das informações veiculadas.

Quer saber como escolher software para clínicas médicas? Então, fique por aqui e descubra!

Por que ter um software para clínicas médicas?

Uma plataforma informatizada garante organização, integração dos dados clínicos, laboratoriais e medicamentosos. Além disso, permite a obtenção financeira detalhada dos procedimentos e recursos farmacêuticos utilizados.

O sistema também reduz o custo com impressão de documentos, uma vez que eles podem ser enviados para os aplicativos do paciente. Isso gera mais agilidade no processo e diminui o espaço físico para armazenamento.

Por fim, emite relatórios gerenciais sobre atendimentos realizados, consultas desmarcadas, profissionais mais requisitados, porcentagem e motivo das glosas médicas, entre outras ferramentas igualmente importantes.

Leia também: Redução de glosas: 4 maneiras de conseguir resultados na clínica

Como escolher o melhor software?

Inicialmente, é preciso fazer um levantamento das principais demandas da instituição clínica. Considere a complexidade dos serviços, os custos para implantação e manutenção. Feito isso, é essencial estar atento a outras variáveis, que detalharemos a seguir.

Avaliar as funcionalidades do sistema

Um software deve ter funcionalidades que sejam adequadas ao perfil da instituição. Isso significa que o gestor precisa observar as variáveis relacionadas ao cadastro do paciente, as opções para edição das informações e aquelas que são obrigatórias no registro inicial.

Também é importante verificar quais campos são preenchidos automaticamente, quais opções serão atualizadas diariamente e como essas questões impactarão a rotina e a produtividade da empresa.

Descobrir a credibilidade no mercado

Uma empresa que comercializa software para gestão em saúde deve estar atenta às variáveis diferenciadas, se comparadas a plataformas direcionadas para outros segmentos do mercado.

Tendo em vista essa complexidade, a empresa deve prezar pela eficiência de seus processos, confiabilidade e rastreabilidade de suas ações. Além disso, deve observar a possibilidade de armazenamento na nuvem ou em outros dispositivos.

Verificar a atualização contínua dos processos

Nos serviços de saúde, é constante a mudança de perfil do paciente. Também, novas formas de reembolso pelas operadoras de planos de saúde e legislações em relação a materiais médicos e medicamentos.

Por isso, um software para clínicas médicas deve atender a esses requisitos e trabalhar com versões atualizadas e eficientes. É preciso sempre considerar os relatos dos usuários sobre as ações executadas.

Analisar a usabilidade para os funcionários

Uma plataforma informatizada deve oferecer serviços autoexplicativos, painel com as dúvidas mais frequentes, entre outros benefícios. Isso confere a ela usabilidade e facilidade para inserir novas informações.

Também deve absorver recursos tecnológicos utilizados em outros dispositivos, como o PAC e RISradiologia digital e possibilidade de enviar dados em diferentes formatos para especialistas clínicos.

Analisar o suporte técnico

Por mais que um software seja autoexplicativo, tenha comandos simples e diretos, é possível que os funcionários tenham dúvidas sobre o funcionamento, principalmente quando estão manuseando sem supervisão.

Por isso, é fundamental que a empresa que comercializa o software ofereça, dentro das cláusulas estabelecidas em contrato, o tipo de suporte técnico, como presencial, online ou outra modalidade dentro da plataforma.

Escolher o melhor software para clínicas médicas envolve levantamento das principais demandas, avaliação dos custos e da viabilidade, análise das empresas que comercializam essa ferramenta, entre outras variáveis. Nesse contexto, uma das empresas que oferece essa potencialidade, entre outras vantagens, é a Medilab. Com ela, você poderá adequar as demandas da plataforma conforme a instituição de saúde.

Por isso, se quiser ficar por dentro de notícias sobre gestão em saúde, não se esqueça de assinar nossa newsletter!