Glosas médicas e hospitalares: o que são e como evitá-las?

Você anda tendo problemas com glosas hospitalares? Esses ajustes na cobrança por um serviço prestado, que podem ser um valor menor ou maior que o definido, costuma gerar conflitos no faturamento de uma organização. Mas, o que é uma glosa médica?

Neste artigo, reunimos tudo o que você precisa saber sobre as glosas e formas de eliminá-las da sua instituição da saúde. Vamos conferir?

O que são glosas?

A glosa médica é definida como o não pagamento dos planos de saúde por atendimentos, procedimentos, internações, exames, medicamentos e outros serviços utilizados pelos pacientes beneficiários.

Isso acontece quando, por algum motivo, a clínica ou hospital não realiza uma cobrança adequada, o que pode acontecer tanto para um valor a mais como para menos. Como consequência, o convênio analisa, repara o erro e repassa somente o que o paciente realmente gastou.

Quais são os tipos de glosas?

As glosas podem ser divididas em 3 diferentes tipos.

Glosas administrativas

Causadas por falhas operacionais, esse tipo de glosa é a mais comum e a mais fácil de resolver. Entre as causas estão:

  • dificuldades na comunicação entre os prestadores de serviço e o plano de saúde;
  • registro das guias de autorização médico-hospitalares de forma inadequada ou a ausência dessas;
  • erros de digitação;
  • valores tabelados fora do acordado com convênio.

Glosas técnicas

As glosas técnicas estão relacionadas com o serviço prestado ao paciente e precisa de um auditor técnico para sua revisão. Por se tratar de uma questão mais subjetiva, a negociação torna-se um pouco mais complicada.

Exemplos de causas de glosas técnicas, são:

  • falta de prescrição médica para procedimentos realizados;
  • descrição incompleta ou ausência de um procedimento no prontuário do paciente;
  • desatenção quanto aos medicamentos utilizados e falta de checagem com o nome e registro do profissional responsável pela sua administração.

Glosas lineares

Trata-se de uma glosa referente ao convênio, a qual, todavia, interfere diretamente na instituição de saúde. Nesse contexto, é preciso ficar atento sobre:

  • sistemas de faturamento;
  • gastos e processos de pagamento;
  • indicadores e estatísticas operacionais.

O que fazer para evitar esse problema?

As glosas estão relacionadas à forma como as cobranças por serviços prestados são realizadas. Por isso, é muito importante cuidar de cada etapa desse processo para evitar travas nos pagamentos e danos ao setor financeiro.

Controle eficiente da autorização de procedimentos realizados

Cada operadora de plano de saúde tem mecanismos específicos de autorização de procedimentos e pagamento aos prestadores de serviços.

Por isso, seguir esse mecanismo como uma base na sua instituição é fundamental para evitar inconformidades com o convênio.

Assim, é possível ter a devida autorização para requisições e atenção com procedimentos e medicamentos utilizados, o que evita glosas hospitalares.

Prontuário eletrônico

Substituir o prontuário manual pelo eletrônico é uma ótima maneira de evitar glosas médicas e hospitalares. Assim, falhas operacionais, como erros na escrita ou digitação sobre procedimentos e medicamentos utilizados, são diminuídas.

Além disso, um sistema de prontuário eletrônico aumenta o desempenho da sua instituição, pois padroniza e otimiza processos. Isso contribui diretamente para realizar diagnósticos mais corretos e prestar um atendimento mais humano.

Sistema de gestão hospitalar integrado

Contar com um sistema integrado é a forma ideal de promover melhorias em um hospital. Exemplo disso é a capacidade dos softwares em impedir erros como:

  • falta de informações sobre os pacientes;
  • inserção de número da carteirinha inválido;
  • quantidade de medicamentos e materiais utilizados incompatíveis com o procedimento realizado.

Além disso, o sistema integrado também é capaz de conferir e enviar relatórios automaticamente para os convênios, com o valor de procedimentos, exames, materiais e medicamentos utilizados corretos, o que previne glosas técnicas.

E aí, gostou de descobrir o que é uma glosa? Com as nossas dicas, evitar esse problema na sua clínica ou hospital vai ficar muito mais fácil. Portanto, não deixe de investir nelas e mantenha as glosas bem longe da sua instituição de saúde!

Agora, que tal ajudar todos os seus colegas de profissão a descobrir o que são e como evitar as glosas? É só compartilhar esse post nas redes sociais! Vamos lá?