Como uma clínica médica deve tratar o envelhecimento populacional?

A população brasileira está envelhecendo. Nossa pirâmide etária está com picos cada vez maiores e com a base mais estreita, indo em direção às pirâmides dos países desenvolvidos. Em apenas 4 anos, o envelhecimento populacional aumentou em 16% e, atualmente, os idosos já representam quase 15% da nossa população.

Se temos mais pessoas envelhecendo, também temos mais pessoas precisando de cuidados médicos. Assim, as clínicas precisam se preparar para a maior demanda de pacientes. Por exemplo, são mais portadores de Alzheimer, mais hipertensos e pacientes com Diabetes tipo 2. Sem contar outras patologias como Artrose e Artrite que afetam, principalmente, as pessoas com idade avançada.

Mas como as clínicas podem se preparar? Como elas podem se adequar para atender essa população com mais de 60 anos? Veja, abaixo, algumas dicas que separamos!

Foque em prevenção

As comorbidades são mais frequentes em idosos, isso porque a imunidade deles já não funciona tão bem. Eles também passam mais tempo doentes — ou seja, uma gripe pode evoluir para uma pneumonia sem os cuidados devidos. Portanto, o melhor é evitar que todos esses problemas de saúde aconteçam.

No momento em que o idoso for à clínica, forneça todas as orientações necessárias para que aquela patologia não evolua. Aconselhe tratamentos que podem auxiliar nessa meta e descubra como a vida dele, no dia a dia, pode ser melhorada com ações simples.

Mantenha-se em contato

Normalmente, pacientes idosos pedem uma atenção maior dos profissionais de saúde por conta da sua fisiologia e do risco de evolução da doença. Portanto, manter-se em contato direto com o seu paciente pode ser necessário.

Hoje, existem aplicativos que monitoram o paciente em uma determinada frequência e enviam essas informações em tempo real para o médico. Assim, ele pode acompanhar o quadro, ainda que a distância. Quando o paciente precisa falar com o médico em horários alternativos, é importante que a comunicação seja viabilizada, especialmente em casos mais graves.

Melhore o fluxo de atendimento

Com a mudança na faixa etária de pacientes, é preciso também mudar a forma de atendimento da clínica. Por exemplo, oferecer agendamento de consultas pela internet pode ser uma forma bem prática de marcação, especialmente para aquelas pessoas que possuem uma limitação física.

Além disso, com os sistemas de automação integrados, é possível enviar lembretes para os pacientes sobre a consulta do dia seguinte e, assim, evitar esquecimentos e o absenteísmo dentro das clínicas.

Use um sistema de gestão

Certamente, você passará a fazer mais exames de image devido à maior demanda. Não seria interessante ter um sistema que organize todos os arquivos dos seus pacientes em um espaço na nuvem? Essa pode ser uma solução bastante segura e que não ocupa espaço físico na sua clínica, dando a oportunidade de aumentar os serviços ofertados.

A tecnologia pode ajudar e muito as clínicas a lidarem com o envelhecimento populacional. Há muitos sistemas que podem ajudar na gestão, diante do aumento da demanda. Faça com que o seu estabelecimento esteja preparado para atender os pacientes da melhor forma possível.

Quer mais ajuda para lidar com grupos específicos de pacientes? Então, veja essas dicas de como a sua equipe pode lidar melhor no atendimento a mães e a idosos! Até mais!