6 vantagens de investir em um sistema de integração PACS e RIS

A revolução tecnológica vem transformando a medicina por meio de softwares de gestão. No entanto, a diversidade de sistemas faz com que as informações dos pacientes fiquem espalhadas em diferentes bancos de dados. Dessa forma, a necessidade de integração é evidente.

Um sistema de integração PACS e RIS é fundamental para otimizar o ambiente de um departamento ou clínica de radiologia. O PACS possibilita a visualização, a gestão e o armazenamento dos exames por imagem, e o RIS é responsável pelo controle de agendamentos, históricos do paciente e laudos.

Neste post, elaboramos uma lista com as principais vantagens de adotar um sistema de integração PACS e RIS. Confira!

1. Registro único de pacientes

Um dos principais benefícios de um sistema de integração PACS e RIS é conseguir manter um único registro para cada paciente. Do contrário, o médico teria que realizar um novo cadastro na hora do exame, aumentando o tempo de atendimento.

A integração possibilita o acesso a todo histórico do paciente – informações cadastrais, dados clínicos e imagens de exames – em um só lugar, sem a necessidade de sair de um sistema e entrar em outro. Dessa maneira, o médico ganha tempo na confecção do laudo e tem uma visão global do quadro de saúde de cada paciente.

Leia também: RIS na radiologia: quais as vantagens de utilizar essa tecnologia? 

Além disso, o cadastro único minimiza os erros de preenchimento e os registros duplicados. Falhas nessa etapa podem ser decisivas em situações de emergência, quando o tempo é crucial.

2. Gerenciamento e distribuição de imagens

Com a substituição dos filmes radiográficos e laudos impressos pelos arquivos digitais, o gerenciamento e a distribuição das imagens se tornam muito mais práticos. Isso ocorre tanto do ponto de vista do armazenamento quanto pela possibilidade de acesso de fora da clínica ou hospital.

3. Redução de custos

O impacto nos custos ocorre por diversas razões, desde a economia com a impressão de prontuários e exames até o tempo de atendimento. Uma vez que o radiologista consegue atender com mais eficiência e entregar exames e laudos em menos tempo, aumenta-se a receita da instituição.

Ainda que os custos do armazenamento digital sejam superiores aos do armazenamento em filme, com o aumento da demanda, os preços têm se tornado cada vez mais atrativos. Dessa forma, o custo-benefício vale a pena, já que arquivos digitais podem ser guardados sem demandar espaço físico dentro das clínicas e hospitais.

4. Diminuição do tempo de espera

Como vimos, sem a necessidade de fazer um novo cadastro e de acessar dois sistemas diferentes enquanto elabora um laudo, o trabalho do médico radiologista se torna mais rápido. Sendo assim, o tempo de espera por um laudo diminui bastante, tanto para pacientes quanto para o corpo clínico.

5. Eficiência operacional

A gestão integrada melhora o fluxo operacional do serviço radiológico – exames realizados com mais rapidez e qualidade, laudos liberados com mais agilidade, erros minimizados com menos trocas de telas, maior segurança e consistência nas informações. Tudo isso leva ao aumento da produtividade e, consequentemente, da eficiência operacional.

6. Atendimento a distância

Além de todos os benefícios para a rotina de atendimento dentro das clínicas, o uso de sistemas integrados em healthcare abre perspectivas para o atendimento a distância. A telerradiologia amplia a rede de atendimento, fazendo com que mais pacientes tenham acesso aos exames. Esse recurso beneficia também os profissionais de saúde, facilitando pesquisas e avaliações, bem como a educação continuada.

Dessa maneira, investir em um sistema de integração PACS e RIS traz inúmeras vantagens aos profissionais dos serviços radiológicos e, consequentemente, aos pacientes. Além de impactar positivamente na qualidade dos serviços de saúde prestados, a medida gera economia e segurança para as instituições.

Agora que você já sabe todos os benefícios desse investimento, entre em contato com a Medilab e saiba como realizá-lo.