Como implementar uma transformação digital no consultório médico?

Está cada vez mais ultrapassado o modelo de consultório em que uma recepcionista atende o telefone e marca as consultas em um caderno ou agenda. As inovações oferecidas pela internet e pelas novas tecnologias mudaram bastante a rotina das instituições de saúde. Mas como e porque implementar uma transformação digital no consultório médico?

Antes de tudo, é importante entender que a inovação tecnológica surgiu para atender às demandas das pessoas, e não o contrário. A sociedade que se transformou, exigindo uma nova postura das empresas. Ou seja, as instituições de saúde passaram a se digitalizar para responder a clientes cada vez mais exigentes, que cobram eficiência e rapidez.

O que é a transformação digital?

transformação digital pode ser entendida como a crescente busca das empresas por melhorias nos processos e rotinas por meio do uso de tecnologias. Trata-se de uma mudança na estrutura de todo o negócio visando melhor desempenho e mais resultados.

Para isso, não basta apenas criar uma página nas redes sociais ou um site. É necessária uma revolução em todas as atividades da empresa, na qual a tecnologia se torna essencial, e não mais uma mera coadjuvante.

Leia também: O futuro da Medicina: confira três tendências

Qual o impacto da tecnologia na rotina do consultório?

Empresas de todos os setores têm adotado as mais diversas tecnologias em seus processos, que compreendem desde a fabricação e entrega de produtos, até a promoção e acompanhamento das vendas e das relações com os clientes.

De fato, o relacionamento com os clientes é um dos principais pontos da transformação digital. Assim, não é difícil entender porque ela é tão importante num consultório médico, já que se trata de um negócio baseado na prestação de serviços. Muito além do bom tratamento, as pessoas procuram um bom atendimento, que proporcione mais praticidade e rapidez.

Desse modo, os consultórios podem utilizar ferramentas que agilizam o atendimento de consultas, permitem a identificação e a organização dos pacientes e realizam o faturamento e o encaminhamento de pedidos e resultados de exames. Além disso, é possível integrar a base de dados com sistemas de hospitais, laboratórios e clínicas, agilizando processos e reduzindo erros.

Quais ferramentas adotar para a transformação digital no consultório?

Felizmente, existem diversas ferramentas e sistemas digitais para melhorar a rotina dos consultórios. Um exemplo são os prontuários eletrônicos, que podem ser personalizados de acordo com as necessidades de cada especialidade médica. Todas as informações dos pacientes ficam armazenadas em uma única base de dados, podendo ser utilizadas em visitas futuras.

As consultas também podem ser marcadas online ou por meio de uma Unidades de Resposta Audível (URA), que realizam o atendimento eletrônico sem a necessidade de um atendente. Já os laudos e pedidos de exames podem ser emitidos online e enviados diretamente para os laboratórios ou outros médicos. Todas as informações podem ser armazenadas em nuvem, sendo acessadas de qualquer lugar ou dispositivo.

Ou seja, realizar a transformação digital no consultório pode significar mais eficiência nos processos, economia de tempo e dinheiro, além de uma gestão mais completa do negócio. Mas mais do que isso, representa maior segurança para os pacientes, que ficam bem mais satisfeitos.

Quer saber mais sobre como melhorar os procedimentos e otimizar o atendimento no seu consultório ou clínica? Baixe o nosso e-book sobre automatização de processos em clínicas médicas.