Telemedicina e Telessaúde como aliadas no atendimento

A tecnologia trouxe muitas inovações para a área da saúde e, também, muitas dúvidas. É o caso de telemedicina e telessaúde, que são termos usados como sinônimos na prática, porém, é importante diferenciá-los.

A telemedicina é uma ferramenta que faz parte de um contexto mais amplo, a telessaúde. Por definição, a telessaúde representa todas as atividades envolvidas nos cuidados assistenciais. O termo significa a aplicação de serviços de informação, tecnologias e telecomunicações direcionados para a promoção da saúde, seja na área de diagnóstico, seja em procedimentos e terapias, seja nas rotinas administrativas do setor.

Já a telemedicina é o uso de tecnologias de comunicação e de informação para realizar a prestação de serviços e o treinamento em saúde, seja para provedores de assistência médica, seja para pacientes. É uma área em grande ascensão e que tem promovido o acesso à saúde de qualidade, fazendo diferença na vida de muitas pessoas.

Ficou interessado em saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura do texto!

Qual a diferença entre telemedicina e telessaúde?

A telemedicina pode ser definida como uma ferramenta tecnológica (ou um conjunto de tecnologias) criada para prover um atendimento melhor aos pacientes que necessitam de tratamentos diferenciados ou exames com laudos a distância. A telemedicina também possibilita o acesso à especializações voltadas para os profissionais de saúde.

Já o termo telessaúde refere-se à aplicação de qualquer serviço de informação relacionado à saúde a partir de meios de comunicação tecnológicos. Logo, a telemedicina pode ser entendida como uma categoria dentro da telessaúde.

Como funciona a telemedicina no dia a dia da saúde?

A telemedicina trabalha, principalmente, em três frentes de atuação. A seguir, vamos explicar cada uma delas.

Teleassistência

Trata-se do monitoramento do paciente em seu próprio domicílio ou em um centro de saúde local por um médico, que se comunica com outros profissionais a distância. É ideal para obter uma segunda opinião com especialistas de todo o país, sobretudo, nas situações de emergência.

O especialista pode receber as informações do paciente e repassar um parecer com o auxílio da tecnologia. Enquanto isso, o tratamento é realizado pelos profissionais locais, de acordo com as recomendações repassadas.

Esse também pode ser um grande diferencial no tratamento de casos de doenças crônicas, de idosos e de pessoas com mobilidade reduzida, que não podem se locomover até outra cidade.

Teleducação

O principal foco dessa frente é a formação do profissional de saúde que não reside nos grandes centros urbanos. Com a telemedicina, é possível capacitá-lo e atualizá-lo, por meio de videoconferências, programas de reciclagem e seminários, todos online.

Essa tem sido uma das formas mais procuradas de atualização médica, seja por meio de cursos de curta duração oferecidos por diferentes entidades da área, seja por meio de pós-graduações reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Certamente, um grande diferencial no currículo dos profissionais, o que contribui para um atendimento de mais qualidade para os pacientes.

Emissão de laudos a distância

Esse é o segmento da telemedicina que mais cresce no país. Exames realizados em qualquer lugar podem ter seus laudos emitidos por especialistas de centros de referência e enviados por meio da Internet para os médicos que realizarão o tratamento. Após serem avaliados, o especialista emite os laudos médicos digitais.

Todas as informações do paciente ficam armazenadas em uma única plataforma, facilitando o acesso por meio de dispositivos móveis, como laptops e smartphones. Além disso, podem ser consultadas e impressas sempre que necessário, facilitando o acompanhamento do tratamento e do histórico do paciente.

Tudo isso é feito em um ambiente totalmente seguro na nuvem, com firewalls e antivírus, que protegem as informações de invasões ou mesmo a perda. Não é necessário arcar com os custos de espaços para o armazenamento dos laudos, uma vez que eles ficam salvos na própria plataforma.

Trata-se de uma maneira de trazer mais comodidade e rapidez para a rotina dos profissionais de saúde e mais segurança e eficiência para os pacientes. De uma forma ou de outra, todos os envolvidos na telemedicina são beneficiados.

Leia também: Como expandir o atendimento ao paciente com o laudo a distância?

Qual a importância da telemedicina e telessaúde?

Ambas são fundamentais para a ampliação do acesso aos serviços de saúde, principalmente para aqueles pacientes que moram em cidades menores. Nesses lugares, é comum faltarem recursos e profissionais da área que sejam qualificados. Muitas vezes, eles contam apenas com um clínico geral, sendo raro haver profissionais com outra especialização ou com a disponibilidade necessária.

As tecnologias em saúde podem ser utilizadas em benefício dos médicos, por meio da educação continuada e do treinamento a distância. Hoje, é possível levar as grandes novidades do mundo aos profissionais que trabalham em áreas de pouco desenvolvimento científico, sem que eles precisem se deslocar.

Como a telemedicina ajuda no atendimento médico?

Atualmente, a telemedicina já é praticada em hospitais e instituições de saúde de todo o país, que buscam outras instituições de referência para consultar e trocar informações.

Por meio dela, é possível manter um registro de todos os exames do paciente realizados no hospital, que pode ser acessado a qualquer momento e de qualquer lugar. Fator que tem favorecido a rápida emissão de laudos, com diagnósticos mais precisos.

Ela também elimina a necessidade de armazenamento de documentos em arquivos físicos, uma vez que laudos, relatórios, pedidos de exames, entre outros, ficam disponíveis na ferramenta. Depois, eles podem ser acessados por diferentes usuários em diversos dispositivos.

Além disso, ela pode ser extremamente vantajosa para os centros de saúde, uma vez que reduz drasticamente alguns gastos. Nesse tipo de serviço, paga-se pelos exames que forem enviados para análise, e não pelo tempo de trabalho do profissional. Isso é fundamental, sobretudo, para instituições com menos recursos ou em casos mais graves ou urgentes.

Todos os benefícios da telemedicina e telessaúde podem ser obtidos com a adoção de um software de gestão de clínicas. Esse tipo de ferramenta agrega todas as funções administrativas e médicas das instituições de saúde, como o agendamento de consultas e a emissão de laudos. É uma maneira simples e acessível de melhorar o atendimento e aumentar a satisfação dos pacientes.

Agora que já definimos o conceito, o funcionamento e as vantagens da telemedicina e telessaúde, aprofunde seu conhecimento no assunto! Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos para ajudar a garantir a produtividade de sua clínica