5 dicas para reduzir o tempo de espera da consulta médica

5-dicas-para-reduzir-o-tempo-de-espera-da-consulta-medica.jpegAo entrar em uma clínica, independentemente do porte, é comum existirem pacientes aguardando a chamada para a consulta médica. Essa espera é considerada normal caso percorra alguns minutos, porém, se a demora pelo atendimento persistir, certamente a experiência do paciente com o consultório não será positiva.

A espera, em todos os tipos de serviços, incomoda os clientes, mas no caso da consulta médica, esse incômodo é ainda maior, pois o paciente pode estar sentindo alguma dor ou desconforto.

Mesmo sendo algo essencial, reduzir o tempo de espera da consulta médica não é uma tarefa simples e exige algumas análises e mudanças na estrutura da clínica.

A seguir, listamos 5 dicas que ajudam a reduzir o tempo de espera nos consultórios e aumentar a satisfação dos pacientes. Confira!

1. Identifique as causas da demora

O primeiro passo para iniciar um plano de ação que ajudará a reduzir o tempo de espera da consulta médica é listar as principais causas que levam a essa demora no atendimento. Os motivos mais comuns que acabam gerando o atraso são:

  • Número de pacientes agendados incompatível com a quantidade de médicos disponíveis;
  • Complexidade de reembolso das consultas;
  • Burocracia no agendamento com o plano de saúde;
  • Barreiras financeiras e geográficas.

Para essas ocorrências, alguns conceitos de gestão já auxiliam na redução do tempo de espera dos pacientes, como a gestão Seis Sigma, que reúne um conjunto de práticas para maximizar o desempenho dos processos internos das companhias.

Nas próximas dicas, vamos mostrar como aplicar essas mudanças na prática, diminuindo o tempo de espera pelo atendimento e melhorando a experiência do paciente com a clínica.

2. Reformule o atendimento prestado

Ao identificar que há um problema nos procedimentos de agendamento da clínica, que não leva em conta o número de médicos disponíveis para os atendimentos, é preciso aplicar novas estratégias.

Por exemplo, há clínicas que, além da consulta médica, realizam pequenos procedimentos. Apesar de serem de grau mais simples, acabam exigindo um tempo maior de atendimento, o que pode comprometer todo o fluxo da clínica.

Por isso, a melhor alternativa para reduzir o tempo de espera nestes casos é marcar os procedimentos em datas que não há muitos pacientes agendados para consulta.

3. Leve em conta as preferências dos pacientes

Para que qualquer serviço alcance o sucesso, é importante conhecer as especificidades e as preferências dos clientes para, assim, adequar o trabalho de acordo com o público-alvo.

No caso das clínicas que visam reduzir o tempo de espera da consulta médica, é possível incorporar alguns procedimentos que ajudam a personalizar o atendimento. Por exemplo, ao agendar a consulta, é interessante compartilhar com o paciente o tempo estimado de espera, assim, ele pode resolver algo antes da consulta, se necessário.

4. Dê espaço aos métodos alternativos

É interessante que as clínicas estejam abertas às novas tecnologias, que ajudam a diminuir o tempo de espera pelo atendimento. A telemedicina, por exemplo, é uma dessas tecnologias eficientes para otimizar o fluxo nos consultórios. Por meio dela, é possível realizar consultas e a emissão de laudos a distância.

5. Coloque a redução do tempo como prioridade na clínica

Por fim, para que todas as estratégias citadas acima alcancem os resultados esperados e o tempo de espera da consulta médica diminua, é imprescindível que os gestores dos consultórios tenham esse objetivo como prioridade. Quando se trata de saúde, o tempo é crucial, por isso, os administradores devem adotar a agilidade como cultura da clínica, implantando políticas voltadas para resolução deste problema.

Gostou das nossas dicas para reduzir a espera na consulta médica? Se você é profissional da área da saúde e tem alguma dúvida sobre o tema, deixe a sua pergunta nos comentários que retornaremos em breve!