Como reduzir os custos da clínica ainda em 2016? Descubra aqui!

Com a crise econômica, fazer uma gestão eficiente se tornou um desafio ainda maior. No caso de uma clínica médica, é importante encontrar alternativas de como reduzir os custos por dois motivos: não aumentar o valor da consulta sem afetar a qualidade dos serviços e manter tanto a base de pacientes quanto a lucratividade.

É preciso muito planejamento para escolher as melhores formas para cortar despesas. Atualmente, a tecnologia tem sido uma grande aliada dos gestores na implantação de ações voltadas para o aumento da eficiência.

Neste post, destacamos iniciativas que ajudam a diminuir os custos e a manter os serviços com um alto padrão de qualidade. Confira:

Invista em recursos tecnológicos

É cada vez mais comum as clínicas utilizarem a telemedicina, que permite aperfeiçoar o atendimento e reduzir os gastos fixos. Um bom exemplo desta tendência é a área de diagnóstico por imagem. Com a telerradiologia, especialistas podem atender de forma remota pacientes de outras cidades.

Em geral, a entrega do laudo demora menos de duas horas em casos de urgência e os principais benefícios desta tecnologia são:

  • Facilitar a rotina de trabalho da equipe do centro de diagnóstico;
  • Dar maior velocidade aos processos;
  • Diminuir os custos com pessoal.

Faça uma análise detalhada das despesas

Para cortar gastos e manter a qualidade dos serviços, é fundamental fazer uma análise das despesas. Inicialmente, verifique as contas a pagar, confira os extratos financeiros e esteja atento à origem das receitas e das despesas.

Para ter um maior controle dos gastos, a recomendação é separá-los por categorias:

  • Despesas administrativas (telefone, água, energia elétrica, internet, entre outras);
  • Despesas comerciais (anúncios, comissões etc.);
  • Despesas operacionais (material de limpeza, material de escritório, combustível etc.);
  • Despesas financeiras (tarifas bancárias, juros etc.);
  • Folha de pagamento (salários, INSS, FGTS etc.);
  • Investimentos (aparelhos em geral, móveis etc.).

Com as informações consolidadas, fica viável identificar o que pode ser feito para reduzir as despesas. Em geral, é recomendado eliminar itens supérfluos, renegociar com fornecedores e mudar o horário de atendimento, caso os atrasos estejam provocando cancelamento das consultas.

Saiba como reduzir custos com o banco de horas

Uma boa gestão precisa estar atenta ao pagamento de horas extras e à demanda dos pacientes. Por isso, é fundamental que o número de funcionários seja o adequado para prestar um bom atendimento nos diferentes períodos do dia.

Em certas situações, um empregado acaba excedendo a carga horária. Neste caso, é indicado usar o banco de horas para não pagar horas extras. Logicamente, é preciso ter muita organização para esta medida não afetar a qualidade dos serviços.

Procure eliminar processos e hábitos burocráticos

Muitos consideram que o agendamento de consulta é um dos aspectos mais burocráticos em uma clínica. Isso fica mais evidente quando a agenda está lotada, porque muitos clientes ficam ligando para marcar um atendimento.

Nesta situação, é necessário ter uma boa equipe de secretárias. Porém, existem alternativas que podem acelerar o processo e facilitar a relação com os clientes, como sistemas que fazem o agendamento de consultas on-line. Também podem ser usados aplicativos para marcar consultas, como o WhatsApp.

Medilab Sistemas aprimora portal para agendamento on-line

Sem dúvida, não faltam opções de como reduzir os custos de maneira rápida. Se você gostou deste post, deixe o seu comentário. Quer saber mais? Entre em contato com os nossos especialistas.