Sistema de gestão clínica reduz em até 30% o índice de glosas

faturamento1Segundo pesquisa Datafolha, cerca de 78% dos médicos veem a glosa (recusa de pagamento por parte da operadora de saúde de procedimentos médicos executados em clínicas e hospitais, em função de divergências de conformidade) como principal barreira entre os profissionais médicos e os planos de saúde. Uma série de detalhes administrativos, como documentação inadequada e incorreções de valores cobrados são responsáveis por um alto número de glosas.
“Sem a automatização dos processos clínicos, é preciso muito tempo até que documentos voltem à unidade de saúde e sejam reenviados com a correção devida, quando isso é possível. Pensar em procedimentos estruturados para auxiliar no controle de glosas é essencial para uma gestão eficiente de estabelecimentos de saúde”, avaliou o especialista em softwares de gestão clínica da Medilab Sistemas, Odilon Bitencourt.

Clínicas, hospitais e operadoras de saúde dependem, principalmente, de recursos humanos para coleta e análise de dados. Essas atividades, geralmente, são realizadas de forma manual, o que aumenta o risco de erros, o tempo de resposta às divergências e, consequentemente, perdas financeiras.

A partir de recursos para segurança dos dados cadastrados, é possível manter as informações em dia e aumentar a rentabilidade. Isso acontece por meio de acompanhamento e atualização dos sistemas de informação e gestão clínica/hospitalar, garantindo mais controle em relação aos processos médicos e de convênios.

mediclinic_linkedin1Essa é a proposta do MediClinic 7.0. O RIS da Medilab Sistemas foi desenvolvido para o gerenciamento amplo das operações, fluxo de trabalho integrado e associação das atividades para auxiliar na redução de glosas. Para isso, conecta as principais etapas de atendimento, permitindo o controle por especialidade.

A implantação dos recursos do sistema impede a conclusão de um registro de paciente, por exemplo, caso faltem informações ou estas tenham sido incluídas incorretamente. Assegura melhora progressiva do atendimento às exigências dos convênios e, ainda, redução de custos e aumento da produtividade, do atendimento ao paciente às etapas de faturamento.

Todas as informações são previamente configuradas e o sistema apresenta séries de chaves em campos específicos para que possíveis erros de cadastro na recepção não interfiram no faturamento. “Para um cenário adequado, o sistema deve impedir, além da conclusão do cadastro de paciente, a inclusão de números inválidos do cartão do plano inserido. Também precisa gerar o valor dos procedimentos e medicamentos utilizados para envio de relatórios aos convênios e baixa automática no estoque. A partir do controle desses dados, o estabelecimento de saúde pode reduzir em até 30% o índice de glosas”, completou Odilon.

Como complemento, é necessário adotar medidas para reduzir erros. Uma das ações nesse sentido é a realização de treinamentos focados nas inconformidades ocorridas ao longo do tempo. De acordo com estudos técnicos, 82% das glosas são administrativas e ocorrem devido à falta de preenchimentos ou incorreções.

MediClinic 7.0: processos associados para uma ampla gestão clínica

O MediClinic 7.0 proporciona excelência na automatização de processos, facilita o relacionamento com as operadoras de saúde e otimiza o gerenciamento de custos com materiais e medicamentos.

Quer saber mais sobre como reduzir glosas? Entre em contato com um dos nossos especialistas.

Telefone: (21) 3294-3600/vendas@medilabsistemas.com.br.